- Notícias

Eleitor pode agendar o atendimento pela internet

A partir da primeira semana de março, o eleitor pode fazer o agendamento (para ser atendido nos cartórios eleitorais e centrais de atendimento) pela internet. Basta o interessado acessar o site do TRE-SE e clicar no link a seguir: http://apps.tre-se.jus.br/agendaBiometria/publico/index.jsp. O objetivo é atender o eleitor com toda a comodidade possível.

Os cartórios eleitorais farão o gerenciamento em relação às vagas disponíveis. As vagas diárias serão limitadas conforme o tempo de expediente e a capacidade de atendimento, capacidade essa que é mensurada considerando os fatores tempo de preenchimento do cadastro, coleta dos dados biométricos e outros. Haverá reforço no atendimento, principalmente, pelo acréscimo de servidores às equipes de trabalho.

ALERTA: dia 09 de maio de 2018 será o último dia para o eleitor que pretenda votar nas eleições 2018 requerer sua inscrição eleitoral, alterar seus dados cadastrais ou transferir seu domicílio eleitoral.  Até o momento, os cartórios eleitorais registram baixo comparecimento do eleitor. Diante de tal fato, o TRE-SE orienta o eleitorado a não deixar a regularização para os últimos dias, sob pena de enfrentamento de longas filas, ou, ainda, de não conseguir resolver suas pendências.

Faça o seu agendamentoe seja atendido no horário marcado, com toda a comodidade. Em cumprimento à legislação, continua havendo, nos cartórios e nas centrais, atendimento prioritário a pessoas com necessidades especiais, idoso(a)s, gestantes, lactantes, etc.

Aplicativo e-Título
Através do aplicativo, o eleitor poderá dispor de seus dados eleitorais de forma digital no seu smartphone outablet. Ao ser acessado pela primeira vez, o documento será gravado localmente e ficará disponível no aparelho do eleitor.

O e-título permite que o eleitor disponha de seus dados eleitorais sempre atualizados, sem a necessidade de ter que se deslocar fisicamente até o Cartório Eleitoral para emitir a segunda-via, inclusive em decorrência do recente rezoneamento ocorrido na capital e interior do Estado.

Após baixar o aplicativo nas plataformas digitais Play Store (android) ou Apple Store (iOS), o eleitor deve inserir o número do título eleitoral, o seu nome, a data de nascimento, o nome da mãe e o do pai.

O documento digital contém a foto do eleitor, informações sobre a situação (se está quite ou não), dados biométricos e o endereço de seu local de votação, contendo, inclusive, um mapa com geolocalização.

About Assessoria de Comunicação

Read All Posts By Assessoria de Comunicação